Fandom

A Onça e a Diferença

MNA845 1º semestre 2009 EVC

39 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Compartilhar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

MNA 845 – Etnologia dos Índios Sul-Americanos

Professor: Eduardo Viveiros de Castro

Horário: 6ª feira, 09.00 às 13.00 horas

1º Semestre de 2009

4 créditos


Revista de algumas teses recentes sobre a etnologia amazônica e outras: conteúdo e forma


Este curso passa em revista uma parte da produção acadêmica recente sobre a etnologia dos povos indígenas sul-americanos, concentrando-se nas teses de doutoramento ainda não-publicadas (ou em livros no prelo baseados nessas teses). Deveremos, além disso, ler dois ou três trabalhos sobre outras regiões etnográficas, de modo a constituir um horizonte comparativo mínimo contra o qual se poderão ler melhor as teses americanistas. A intenção do curso é examinar o temário e o campo problemático dessa produção etnológica, realizando assim uma “introdução pelo atual” à etnologia sul-americana. Não há nenhuma intenção de exaustividade, e menos ainda de imparcialidade, na seleção dos trabalhos. Trata-se de ler aquelas teses que tenham (ou pareçam ter) alguma relação com a linha de pesquisa desenvolvida pelo professor. Outro objetivo do curso é o de compararmos as tradições intelectuais em que se inserem as teses, examinando seus reflexos nas mesmas, dos pontos de vista temático, conceitual e estilístico. Desse modo, o curso possui um caráter, certamente não-exclusivo, de “oficina de tese”, podendo ser útil aos alunos que se encontram na fase de concepção ou de primeira elaboração de seus trabalhos.


A bibliografia será selecionada a partir do fundo de textos a seguir. Ela inclui algumas teses mais antigas que, por inéditas e por paradigmáticas, permanecem sendo referência fundamental para o pesquisador em etnologia amazônica. Os alunos constatarão, por fim, que não se incluíram teses do PPGAS/MN-UFRJ, pela simples razão que elas são facilmente acessíveis; de qualquer modo, constituem leitura obrigatória para aqueles que, na mesma instituição, trabalham sobre temas afins. Elas poderão ser, entretanto, utilizadas para a elaboração do trabalho final do curso.


A. Teses de doutorado e similares sobre a América do Sul indígena:

Acácio T. de Camargo Piedade (2004). O canto do kawoka. Música, cosmologia e filosofia entre os Wauja do Alto Xingu. PPGAS/UFSC.

Adriana R. Athila (2006). “Arriscando corpos”. Permeabilidade, alteridade e formas da socialidade entre os Rikbaktsa (Macro-Jê) do Sudoeste Amazônico. PPGSA/IFCS-UFRJ.

Alan R. Durston (2004). Pastoral Quechua: the history of Christian translation in Peru, 1550-1650. Universidade de Chicago, EUA.

Bruce Albert (1985). Temps du sang, temps des cendres. Représentation de la maladie, système rituel et espace politique chez les Yanomami du sud-est (Amazonie brésilienne). Universidade de Paris X (Nanterre), França.

Catherine V. Howard (2001). Wrought identities: the Waiwai expeditions in search of the “unseen peoples” in Northern Amazonia. Universidade de Chicago, EUA.

Christopher G. Ball (2007). Out of the Park. Trajectories of Wauja (Xingu Arawak) language and culture. Universidade de Chicago, EUA.

Edmundo A. Peggion (2005). Relações em perpétuo desequilíbrio: a organização dualista dos povos Kagwahiva da Amazônia. PPGAS/IFCH-USP.

Elisa Galli (2007-2008). Migrare in città, migrare tra gli spiriti. Genere ed esperienze oniriche tra I Runa amazzonici dell’Ecuador. Universidade de Siena, Itália.

Elizabeth Ewart (2000). Living with each other: selves and alters amongst the Panará of Central Brazil. London School of Economics, Inglaterra.

Isabella Lepri (2003). “We are not the true people”. Notions of identity and otherness among the Ese Ejja of Northern Bolivia. London School of Economics, Inglaterra.

Javier Carrera Rubio (2004). The fertility of words: aspects of language and sociality among Yanomami peple of Venezuela. Universidade de St Andrews, Escócia.

José Antonio Kelly Luciani. Yãnomãmi, doctors and the State: the cosmopolitics of Indian-White relations in Venezuela. Livro no prelo, Arizona University Press. [Tese de doutrado pela Universidade de Cambridge, Inglaterra, 2003].

Landon Shane Greene (2009). Customizing indigeneity. Paths to a visionary politics in Peru. Livro no prelo, Stanford University Press. [Tese de doutorado pela Universidade de Chicago, EUA, 2004].

Magnus Course (2005). Mapuche person, Mapuche people. Individual and society in indigenous Southern Chile. London School of Economics, Inglaterra.

Marc Brightman (2007). Amazonian leadership in Guianese Amazonia. Universidade de Cambridge, Inglaterra.

Monica T. Soares Pechincha. (1994) Histórias de admirar. Mito, rito e história kadiwéu. PPGA/UnB (Mestrado).

Oiara Bonilla (2007). Des proies si désirables. Soumission et prédation pour les Paumari d’Amazonie brésilienne. Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, França.

Olivier Allard (2003). Emotions and relations. A point of view on Amazonian kinship. Universidade de Cambridge, Inglaterra (Mestrado).

Paolo Fortis (2008). Carving wood and creating shamans. An ethnographic account of visual capacity among the Kuna of Panamá. Universidade de St Andrews, Escócia.

Patrícia de M. Rodrigues (2008). A caminhada de Tanyxywè: uma teoria javaé da história. Universidade de Chicago, EUA.

Pierre Déléage (2007). Le shamanisme sharanahua. Enquête sur l’aprentissage et l’épistémologie d’un rituel. Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, França.

Renato Sztutman (2005). O profeta e o principal. A ação política ameríndia e seus personagens. PPGAS/IFCH-USP.

Rogerio D. do Pateo (2005). Nyayou. Antagonismo e aliança entre os Yanomam da Serra das Surucucus (RR). PPGAS/IFCH-USP.

Taylor C. Nelms (2008). The social relation. Universidade de Cambridge, Inglaterra (Mestrado).

Vanessa E. Grotti (2007). Nurturing the other: wellbeing, social body and transformability in Northeastern Amazonia. Universidade de Cambridge, Inglaterra.


B. Teses e similares sobre outras regiões do mundo:

Charles Stépanoff (2007). Les corps conducteurs. Enquête sur la représentation du statut et de l’action rituelle chez les Turcs de Sibérie méridionale à partir de l’exemple touva. Ecole Pratique des Hautes Etudes, França.

Johanna. L. Whiteley (2007). Digesting differentiation. An alimentary approach to personhood in Papua New Guinea. (Mestrado). UCL, Inglaterra.

Klaus Hamberger (2009). La parenté vodou. Organisation sociale et logique symbolique en pays ouatchi. Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, França.

Rane Willerslev (2007). Soul hunters: hunting, animism, and personhood among the Siberian Yukaghir. University of California Press, Berkeley. [Tese de doutorado pela Universidade de Cambridge, Inglaterra, 2003].

Rupert Stasch (2009). Society of others: kinship and mourning in a West Papuan place. Livro no prelo [Tese de doutorado pela Universidade de Chicago, EUA, 2001].

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória